O Chama comemora todas as mães trabalhadoras neste Dia das Mães

O Chama comemora todas as mães trabalhadoras neste Dia das Mães

Para comemorar mais um Dia das Mães em momento de restrições e distanciamento, o Chama convida Fabiana Nogueira de Sousa, colaboradora que é mãe, para contar um pouco mais de sua trajetória e como está sendo lidar com a vida de trabalho e de mãe, ao mesmo tempo, nesses tempos de pandemia.

 

Fabiana, de 38 anos, trabalha no Chama há 3 anos e é mãe de Diego, de 6 anos, e Eliza, de 13. “Ser mãe neste período de pandemia é desafiador! Fazia muitos anos que eu não passava tanto tempo junto às crianças. Sempre trabalhei, então não passava o dia inteiro com elas” , conta.

 

“A parte mais difícil de tudo isso foi essa mudança muito repentina de cenário. Eu convivia muito pouco antes e, de uma hora para outra, comecei a participar muito ativamente de tudo. Eles adquiriram o hábito de virem conversar comigo sobre os mais diversos assuntos, como um jogo que estão jogando ou uma comida que aprenderam a fazer. Elas precisam de momentos de diversão, porém pode atrapalhar minha concentração. Dividir o ambiente o tempo todo é muito intenso”, fala Fabiana.

 

Para ela, a parte boa é que acabou se aproximando muito mais dos pequenos. Ela acredita que eles sentiam muita falta disso antes e valorizam muito esses momentos em que podem estar com ela. “Muitas vezes, meu filho fala alguma palavra engraçada, minha filha ri e eles vem aqui me contar, algo que eu não teria se estivesse trabalhando fora”, conta a colaboradora.

 

Fabiana é divorciada há 4 anos, e a cada 15 dias os pequenos vão para a casa do pai, e é nesse momento em que ela pode se dedicar a ela mesma. Os avós das crianças também têm ajudado, passando alguns dias com as crianças. 

 

 

Rotina e organização

Fabiana conta que não tem ajuda de terceiros para manter a casa em ordem, mas também não está sozinha. “Dividimos as tarefas entre nós. Meu filho não contribui com muita coisa, por ser mais novo, mas ele se vira bem sozinho em algumas tarefas mais simples. Já minha filha é minha parceira, me ajuda a cuidar dele e a manter a casa organizada. Se eu não tivesse ela para me ajudar seria muito mais difícil dar conta”.

 

Conciliar a rotina do trabalho com a casa é bem árduo, por isso, ela acredita que o fundamental é a organização. Ela considera essencial ter seu próprio espaço para trabalhar e manter uma divisão dos horários, para ter momentos bem definidos para trabalhar e para cuidar da casa. “Outro fator que auxiliou muito foi manter as rotinas das crianças, com hora pra dormir, acordar e comer”, conta.

 

O apoio do Chama nesse momento foi fundamental para Fabiana porque, por mais que ela se programe, sempre podem acontecer imprevistos ao longo do dia e a gestão foi muito compreensiva em relação a isso. “Acredito que o lado mais legal da gestão foi me enxergar como mãe, ver que não sou apenas uma funcionária, sou humana com meus próprios problemas e sentimentos, dias ruins e bons. Eu sinto esse apoio do meu gestor e da minha equipe, o que faz muita diferença”, afirma.

 

 

Lições para a vida

Com tudo isso, a lição que ela aprendeu foi que a vida é muito curta e que é preciso estar mais próximos das pessoas que amamos. “É preciso ter um equilíbrio entre carreira e família, se permitindo ter tempo de qualidade com as crianças. O tempo passa muito rápido, e logo eles crescem e vão viver a vida deles, por isso precisamos valorizar esses momentos”.

 

“Eu também aprendi que sou mais resiliente do que eu imaginava, foi surreal e desesperador, mas você deve parar, pensar, respirar e então continuar. Além disso, a terapia é essencial para não surtar neste período maluco”, afirmou Fabiana.

 

O Dia das Mães de Fabiana será com as suas melhores companhias: seus filhos, agradecendo por eles e tudo que lhe ensinaram, e agradecendo sua própria mãe por ela ser essa avó incrível. “Também sou grata pela outra avó dos meus filhos, que sempre foi ótima e cuidou muito deles. Passarei o dia com sentimento de gratidão por estarmos todos bem e com saúde, no aguardo de poder festejar todos juntos em breve.